terça-feira, 29 de março de 2011

Crianças na quadra

O colégio, ao fundo do meu quintal, libera sons de infância  e gritos entusiasmados de jovens que correm suados e felizes atrás de uma bola. 
Temos um dia ensolarado e o cenário perfeito para uma competição feliz.  
A cada gol, um coro entusiasmado e um professor que parece ainda mais satisfeito.
_  Vamos lá, vamos lá! Mais um!   - o professor sabe que o incentivo é tudo!!!
O apito do recomeço do jogo ou das poucas faltas se mistura aos sons da torcida. E essa torcida é animada, é sincera.Comemora a plenos pulmões. Aqui não há brigas nas arquibancadas, aqui temos amigos empolgados, nada mais.
Um  garotinho tropeça, cai, mas nem cara feia faz.  Está logo pronto pra outra.  Outro menino,  mais afoito e com sede de gol, suplica que lhe passem a bola... e rápido! Ele não pode perder essa chance. _Vamos logo! Vai, vaaaaaaai! Aqui!
Menininhas animadas nas laterais da quadra, com seus gritinhos agudos, se assustam quando a bola passa ligeira por elas, estourando na parede ao fundo. Vale a pena o risco de tomar uma bolada  se é para ver o Lucas jogar.
São sons de uma manhã colorida, vibrante. 
Por que o mundo não pode ser simplesmente assim? Como um jogo de futebol infantil?
Tão bom ser criança, tão bom acreditar na chance de suas vitórias!

Um comentário:

  1. Era bonito sim, que o mundo pudesse ser exactamente assim!

    ResponderExcluir